entraram o obama, um padre e um papagaio num bar

por T. C. Soares em 17 de julho de 2013, um comentário

Um alemão fez no Facebook uma piada sobre a espionagem online dos EUA e acabou com policiais tocando sua campainha.

Se alguém ainda duvida que é potencialmente vigiado online pelos serviços de inteligência dos Estados Unidos, ou que suas agências compartilham informações com países que não deveriam espionar seus cidadãos, diga olá a um alemão de 28 anos chamado Daniel Bangert.

Bangert fez uma brincadeira no Facebook e criou um evento: uma caminhada para a observação de espiões da NSA em torno do chamado Complexo Dagger, uma instalação militar dos EUA perto de Griesheim, sul de Frankfurt. O evento tem sua descrição feita de forma humorística, utilizando termos você associaria a um evento de amantes da natureza, falando coisas sobre “o habitat ameaçado de espiões da NSA” etc.

Quatro dias depois, a polícia alemã apareceu na porta de Bangert para questioná-lo sobre sua suposta “demonstração” — bem como, aparentemente, sobre inexistentes vínculos com anarquistas. Ele negou ter quaisquer ligações do tipo, ou que estivesse planejando algum tipo de manifestação. De todo modo, a polícia pediu que ele obtivesse uma autorização. E pediram que não contasse a qualquer pessoa online sobre a visita que tinha recebido.

Do GigaOm.

Uma opinião sobre “entraram o obama, um padre e um papagaio num bar

  1. Pingback: Na Lupa | Conversando na boa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *